News

Marco histórico no CENIMAT: matriz activa com densidade de píxeis ultra-elevada (1270 PPI) para aplicação em realidade aumentada.

matriz activa

Equipa liderada por Pedro Barquinha desenhou (Ângelo Santos) e fabricou (Ana Santa) uma matriz activa inovadora, baseada em transistores de filme fino (TFTs) de óxidos semicondutores. Assegurando uma densidade de píxeis de 1270 PPI, posiciona-se bem acima do estado da arte das matrizes activas presentes nos mais recentes smartphones (500-600 PPI), algo fundamental para assegurar conteúdos de alta resolução para realidade aumentada (AR).

O processo de fabrico não ultrapassa os 180 °C, sendo totalmente compatível com substratos flexíveis, algo único para circuitos com este nível de integração.

As baixas temperaturas de processo e o reduzido tamanho de cada pixel (<20 µm) colocam enormes desafios a nível de desenho e fabrico, que têm sido ultrapassados no âmbito do projecto ORABAC, em parceria com a Lusospace.

É pois um importante passo para uma nova geração de mostradores de AR transparentes e flexíveis.